Mulheres realizaram protesto em Cametá, para chamar atenção das autoridades

Um grupo de mulheres ativistas de Cametá realizou neste último sábado (24) uma manifestação para chamar atenção das autoridades e sociedade civil.



As cametaenses lutam por mais respeito da sociedade e chama a atenção das autoridades públicas. A Frente Feminista de Cametá em seu ato realizado na feira de Cametá, lembrou o caso Jaiane Molinare, e os inúmeros casos de violência e estupros no município, as manifestantes também combraram as promessas políticas de campanha concernente a Delegacia da Mulher de Cametá.



O coletivo feminino diz que lutará até o fim, nada irão silenciar suas lutas, “Lembramos ao povo que independente da roupa, idade e lugar, nossos corpos seguem sendo violados” disse uma manifestante do grupo. O município de Cametá carece de políticas pública voltadas as mulheres, inúmeros casos de estrupos já foram registrados nesses últimos anos em Cametá, inclusive o caso “Jaiane Molinare” um crime de feminicidio onde o município foi protagonizado no cenário nacional. A violência contra a mulher ainda é um problema fortemente enraizado no mundo. Ela não é exclusividade de alguns países e de algumas culturas.


Ela é resultado de uma cultura patriarcal que está vinculada aos fundamentos de nossa sociedade. A violência contra a mulher expressa-se de várias maneiras, desde o estupro até a violência psicológica, e precisa ser combatida com veemência e urgência. As consequências desse tipo de violência são terríveis para as vítimas, podendo levá-las à morte.


Imagens e fonte: Folha de Cametá

2 visualizações0 comentário